Epicentro da Delta, Rio terá mais vacinas para conter avanço da variante

Ministério da Saúde anuncia que enviará mais doses para o Rio de Janeiro, que concentra maior quantidade de casos da variante Delta

Vacinação contra a Covid (Foto: Fábio Pozzebom Agência Brasil)

Epicentro da variante Delta em todo o país, a cidade do Rio de Janeiro deverá receber 5% a mais de doses de vacinas contra a Covid-19. O anúncio foi feito neste sábado (7) pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Dados do Ministério da Saúde divulgados na sexta-feira (6) informavam que dos 497 óbitos pela variante diagnosticados em todo o Brasil, 203 estão na cidade do Rio.

A Secretaria Municipal de Saúde informou neste sábado que bateu a marca de mais de 450 mil vacinados em uma única semana. Foram exatamente 451.053 doses aplicadas entre segunda-feira e sábado. “Temos o objetivo de fazer a vacina chegar ao braço do carioca o mais rápido possível e, mesmo com toda a dificuldade logística devido à escassez de doses, conseguimos finalizar o trabalho do dia alcançando a marca da semana em que mais vacinamos no ano!”, informou a SMS em seu Twitter.

Em uma postagem também no Twitter, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, fez um apelo ao Ministério da Saúde para que dê continuidade à distribuição dos imunizantes e afirmou ter conhecimento de que havia doses da CoronaVac estocadas. O secretário Municipal de Saúde, Daniel Soranz, reforçou pela rede social que aguarda o envio neste sábado de novas doses da CoronaVac e da Pfizer e que, caso não se confirme, o município terá que suspender a aplicação de primeiras doses na segunda-feira.

Queiroga disse que nesta semana, 994,4 mil doses de vacinas foram entregues ao Rio de Janeiro. Desse total, 696,2 mil doses começaram a ser distribuídas na sexta (6). “Desde o início da campanha, já enviamos mais de 15 milhões de doses para o estado do RJ” respondeu Queiroga a Paes no Twitter. O ministro disse ainda que “essas doses adicionais decorrem do pleito do governador (Claudio Castro), ratificado pelo Fórum dos Governadores”.

A pasta ainda informou  que haverá uma compensação gradual dos quantitativos de vacinas enviados aos estados para que todas as unidades das federação finalizem a imunização, “sem que haja benefícios ou prejuízos a suas respectivas populações”. A quantidade de doses a serem distribuídas dependerá de aprovação dos conselhos de secretarias estaduais e municipais de Saúde.

Com Agência Brasil e Twitter

 

Por Favor, Compartilhe!
1 Comment
  1. […] Apesar do avanço da vacinação, o aumento no número de casos da variante Delta preocupa. O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, informou à Globonews na noite deste domingo (15) que amostras indicam que a cepa originária da Índia já é predominante no Rio de Janeiro, com aumento expressivo de número de casos, ainda não atrelado a aumento de internações nem óbitos. Na sexta-feira, o prefeito Eduardo Paes informou que a cidade já é considerada o epicentro da vari… […]

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais