Exercício físico regular é mais eficaz que antidepressivo

Psiquiatra lista dicas naturalmente saudáveis para enfrentar a depressão, nesse Dia Mundial da Saúde Mental

Na primavera, especialista recomenda aproveitar temperatura amena para praticar atividades ao ar livre (Foto: Shutterstock)

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é campeão de casos de depressão na América Latina afetando 5,8% da população, o que representa um total de 11,5 milhões de brasileiros.

No âmbito global, o número de casos cresceu mais de 18% em dez anos. Com esse avanço rápido, a organização prevê que até 2020 a depressão se torne a doença mais incapacitante do mundo.

Tendo em vista esses números alarmantes, a saúde mental já é considerada uma prioridade para a OMS. Por isso, o  Dia Mundial da Saúde Mental (10 de outubro) visa trazer a público mais informação e combater o preconceito em torno das doenças psicológicas alertando sobre seus efeitos, sintomas e tratamentos.

psiquiatra Ricardo Patitucci, vice-diretor clínico da Casa de Saúde Saint Roman, no Rio de Janeiro, lista alguns pontos sobre como cuidar da saúde mental e fazer com que a pessoa possa se sentir bem com ela mesma.

Exercício físico
O exercício físico praticado de forma regular é mais eficaz do que o próprio antidepressivo. Obviamente, tem pessoas que, por conta da depressão, não conseguem iniciar uma atividade física. Então, não adianta sermos utópico nessa questão, pois a pessoa tem que estar bem. No entanto, para aqueles que praticam exercícios físicos é um fator altamente positivo para a saúde mental.

Leitura
A leitura tem um impacto muito positivo na saúde mental, pois leva a pessoa a exercitar a mente. O hábito de aprender coisas novas traz sempre muitos benefícios para a saúde mental.

Interação social
Uma interação saudável com outra pessoa ou grupo de pessoas que gostamos de estar, sejam amigos ou familiares que nos fazem bem, é altamente compensador e ajuda muito nesse processo de bem-estar.

Viagens
As viagens também fazem muito bem para a saúde mental, sendo inclusive um fator de prevenção para a demência, como o Alzheimer, pois conhecer lugares novos, conhecer a história dos lugares visitados são fatores que ajudam a manter uma boa saúde mental.