Inverno agrava ainda mais a situação dos bancos de sangue: é hora de doar

Bancos de sangue Hemorio e Serum tentam sensibilizar doadores durante o inverno. Hospital do Graacc, em SP, também precisa de doações

Hemorio precisa mais doadores para repor os estoques de sangue (Foto: Maurício Bazílio / SES)

Pandemia, distanciamento social e inverno. A combinação de fatores desestimula a população a procurar por bancos de sangue e doar nesta época do ano. O cenário que já era considerado preocupante por conta da pandemia do novo coronavírus, pode ser ainda pior com o frio. A queda no estoque geral nos bancos de sangue chega a 40%, e, para os negativos, a situação é ainda mais alarmante: chega a 70% do ideal.

Se em razão da pandemia, já havia uma queda considerável nas doações, agora, com as temperaturas mais frias, as doações tendem a cair mais ainda, pois, no aconchego dos seus lares, as pessoas se esquecem de efetuar essa importante prática solidária que pode salvar até quatro vidas.

Com a diminuição dos serviços, o fechamento das empresas e a redução no número de pessoas nas ruas, o Hemorio – maior hemocentro do Estado do Rio de Janeiro – conta mais do que nunca com o apoio da população fluminense. Em 2020 a queda nas doações chegou a 3 mil bolsas de sangue.

Com o avanço da Covid-19 e a determinação de novas restrições, o número de doadores vem regredindo progressivamente, colocando o Hemorio em alerta para o desabastecimento de diversos tipos sanguíneos, principalmente os de Rh positivo (A+, B+, O+). Em média, para uma situação regular, é necessário que o Hemorio disponha de pelo menos 300 bolsas de sangue diariamente, porém, esse número se encontra em 210 unidades.

De acordo com o diretor geral do Hemorio, Luiz Ribeiro, é preciso dar suporte aos hospitais do Rio de Janeiro e, por isso, é importante doar sangue. “Este é o mês definitivo para a doação de sangue. A importância desse gesto e a necessidade da participação popular são fundamentais para garantir que pessoas internadas nos hospitais do Rio de Janeiro possam ser atendidas. Todas as ações que fazemos buscam facilitar o acesso e a participação dos doadores e esperamos que, com nossa campanha, isso possa ocorrer”, concluiu.

Com a finalidade de iniciar as atividades do Projeto Embaixadores do Bem, a Rede Saúde Total, em parceria com o Hemorio promoveu uma campanha de doação de sangue, na última sexta-feira, dia 9, no Shopping Downtown, na Barra da Tijuca. Para receber os doadores visando à segurança, o Hemorio estabeleceu um protocolo especial de doadores e colaboradores durante a coleta, com cadeiras de doação espaçadas, disponibilização de antissépticos para as mãos e a intensificação na higienização das superfícies e instrumentos.

Para Paulo Ribeiro, um dos sócios da Rede Saúde Total, o Projeto Embaixadores do Bem tem como missão compartilhar a adesão de ações voltadas para o Terceiro Setor, junto à sociedade. “O projeto consiste em engajar pessoas para causas positivas, criar um ambiente onde gentileza gera gentileza e que é preciso fazer o bem, independente para quem seja. A ideia é criar uma rede de auxílio, onde o tempo e o espaço podem se tornar inumeráveis, de acordo com o objetivo planejado”, explicou.

Campanha de doações inclusive aos domingos

Também no Rio de Janeiro, as temperaturas mais baixas levaram a uma queda de 30% nas doações para o Banco de Sangue Serum. De acordo com Rodrigo Moreira, líder de captação, são necessárias 100 doações diárias, para atender com equilíbrio às demandas dos pacientes internados nos hospitais em tratamentos clínicos, o que raramente vem acontecendo.

Isso é um fator preocupante, pois no frio temos um desafio maior para conseguir equilibrar os nossos estoques sanguíneos, já que todos querem mais é se ‘esconder’ debaixo de uma coberta. Porém, não podemos nos esquecer que os pacientes dos hospitais, que estão em tratamentos por diversas complicações clínicas, necessitam urgentemente das doações de sangue para se restabelecer”, alerta Rodrigo.

“O frio chegou e precisamos da sua solidariedade – a gratidão aquece o coração”! é a chamada da campanha de inverno do Serum, que começou a circular no dia 1º de julho nas suas redes sociais – Facebook e Instagram -, com o objetivo de incentivar as pessoas a doarem sangue neste período em que os estoques sanguíneos ficam ainda mais críticos.

O Banco de Sangue segue rigorosamente todos os protocolos contra a Covid-19 e recentemente conquistou o selo Covid Free de Excelência, que é concedido às instituições que mantêm boas práticas preventivas para o enfrentamento ao coronavírus. Atende mais de 80 hospitais entre públicos e privados na região Central do Rio de Janeiro, Baixada Fluminense, Niterói e São Gonçalo.

O Serum ampliou o horário de atendimento, diariamente das 7h às 18h, permitindo aos profissionais que têm um horário de trabalho mais restrito, e às pessoas em geral, organizarem suas agendas de forma que possam encaixar com mais conforto suas doações de sangue, inclusive aos domingos.

Recentemente o banco de saangue mudou de endereço, e está localizado na Av. Marechal Floriano, 99, no Centro. O novo local dispõe de uma estrutura mais ampla acolhendo com o mesmo carinho e atenção todos os doadores. E agora conta também com a unidade Serum Barra, recém-inaugurada no Casa Shopping, que atende com conforto e segurança especialmente os moradores da região da Barra e Zona Oeste.

Doações em baixa em hospital para câncer infantojuvenil

No Hospital do GRAACC, referência no tratamento do câncer infantojuvenil em São Paulo, os pacientes apresentam grande demanda transfusional. Mensalmente são realizadas cerca de 400 transfusões de sangue, o que corresponde ao consumo de 850 a 900 unidades de hemocomponentes, que são produtos derivados do fracionamento do sangue total em: concentrados de hemácias, plaquetas, plasma e crioprecipitado. Cerca de 70% das transfusões sanguíneas ocorrem em pacientes internados os outros 30% ambulatoriais.

Este suporte hematológico é muito importante e fundamental em pacientes com câncer. Isso ocorre porque a medula óssea, que é onde são produzidas as células sanguíneas, é extremamente comprometida pelo tratamento ao qual são submetidos, o que leva à anemia, risco de sangramento e risco infeccioso durante este período”, explica Paula Guedes, médica responsável pelo serviço de Hemoterapia do GRAACC.

Segurança em tempos de Covid-19

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e o Ministério da Saúde atualizaram os critérios de doação de sangue em todo o país. Os hemocentros passaram a seguir medidas mais rígidas e restritivas para garantir a segurança dos doadores e mitigar os riscos de contágio de Covid-19.

No entanto, vale ressaltar que os candidatos que apresentarem infecção são considerados inaptos por um período de 30 dias, após recuperação clínica completa. Já aqueles que foram vacinados podem doar 48 horas após cada dose (vacina Coronavac, da Sinovac/Butantan); e 7 dias após cada dose (vacina Oxford, da AstraZeneca/Fiocruz/Pfizer), critério adotado segundo Informe Técnico do Ministério da Saúde de 23/1/2021.

Para doar sangue ao Hospital do GRAACC, identifique a unidade de coleta da Colsan (Sociedade Beneficente de Coleta de Sangue) mais próxima da sua casa. A doação é um procedimento rápido e seguro.

Serum: requisitos básicos para doação de sangue

• Apresentar um documento oficial com foto (RG, CNH, etc.) em bom estado de conservação;

• Ter idade entre 16 e 69 anos desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação);

• Estar em boas condições de saúde;

• Pesar no mínimo 50 kg;

• Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas;

• Após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar 3 horas. Não é necessário estar em jejum;

• Se fez tatuagem e/ou piercing, aguardar 12 meses. Exceto para região genital e língua (12 meses após a retirada);

• Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar 6 meses;

• Não ter tido gripe ou resfriado nos últimos 30 dias;

• Não ter tido Doença de Chagas ou Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST);

• Não ter diabetes em uso de insulina;

• Aguardar 48h para doar, caso tenha tomado a vacina da gripe, desde que não esteja com nenhum sintoma.

❗ Consulte a equipe do banco de sangue em casos de hipertensão, uso de medicamentos e cirurgias.

Critérios específicos para o coronavírus

• Candidatos que apresentaram sintomas de gripe e/ou resfriado devem aguardar 30 dias após cessarem os sintomas para realizar doação de sangue;

• Aguardar 48h para doar, caso tenham tomado a vacina Coronavac/Sinovac e 7 dias caso tenham tomado a Astrazeneca, Pfizer ou Janssen;

• Candidatos que viajaram para o exterior devem aguardar 14 dias após a data de retorno para realizar doação de sangue;

• Candidatos à doação de sangue que tiveram contato, nos últimos 30 dias, com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de infecções pelos vírus SARS, MERS e/ou 2019-nCoV, bem como aqueles que tiveram contato com casos suspeitos em avaliação, deverão ser considerados inaptos pelo período de 14 dias após o último contato com essas pessoas;

• Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos SARS, ERS e/ou 2019-nCoV, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial, deverão ser considerados inaptos por um período de 30 dias após a completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindique a doação).

Serviço

Banco de Sangue Serum

Novo endereço: Av. Marechal Floriano, 99

Telefones: (21) 3233-5950 | WhatsApp: (21) 99829-7417

Atendimento: Diariamente, das 7h às 18h; incluindo sábados, domingos e feriados

Estacionamento: Poeta Luiz Gama – Av. Passos, 120

Como chegar: Acesso Metrô – Estação Presidente Vargas e Uruguaiana

Acesso VLT: Camerino/Rosas Negras (linha 3)

Banco de Sangue Serum Barra

Endereço: Casa Shopping – bloco P – lado Península – Av. Ayrton Senna, 2.150 – Barra da Tijuca

Telefones: (21) 3030-6761 / 6762 | WhatsApp: (21) 99695-7470

Atendimento: Diariamente, das 7h às 18h; incluindo finais de semana e feriados

Estacionamento: gratuito, conveniado no local, durante a doação – Usuários de tags de acesso rápido, devem retirar o ticket na cancela do estacionamento para isenção.

Com Assesssorias

Por Favor, Compartilhe!
1 Comment
  1. […] forma de demonstrar solidariedade é doando sangue. Como já mostramos no Portal ViDA & Ação, durante os meses de inverno, o número de doadores cai de forma drástica, impactando significativam… Além disso, devido à pandemia, que já causou uma queda considerável nas doações, muitos […]

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais