Já pensou em ser um palhaço humanitário?

Hospitalhaços abre inscrições para voluntários que desejam se tornar palhaços humanitários. Veja outros destaques no roteiro de Boas Ações

Redação
ONG seleciona voluntários para integrar grupo de palhaços humanitários (Foto: ONG Hospitalhaços)

O edital para integrar o grupo de Palhaços Humanitários da ONG Hospitalhaços em 2019 já está disponível para os candidatos no site da instituição com os detalhes de todos os procedimentos e etapas obrigatórias. As vagas são somente para pessoas que possam atuar nas seguintes cidades atendidas pela instituição: Campinas, Americana, Hortolândia, Indaiatuba, Paulínia, Sumaré, Valinhos, Cerquilho, Laranjal Paulista, Tietê, Mogi Mirim e Mogi Guaçu. Neste ano não terá processo seletivo para a cidade do Rio de Janeiro e, apesar da ONG atuar na cidade de São Paulo, não há processo seletivo para a capital.

Para participar, além de ter os pré-requisitos determinados no edital, como por exemplo, idade mínima de 18 anos, é obrigatória a presença na palestra institucional, além de preencher a ficha de inscrição virtual que será disponibilizada somente após esta etapa. Para os moradores de Campinas e região, as palestras, que serão realizadas na sede da associação, têm datas marcadas para os dias 13, 18 e 27 de junho, às 19h30; dia 29 de junho, às 10h e 14h; e dia 06 de julho às 10h.  Também será realizada uma palestra para quem mora em Mogi Guaçu e Mogi Mirim no dia 06 de julho, às 14h; e em Cerquilho terão duas palestras nos dias 18 de julho, às 19h30, e 29 de junho, às 14h30. Todos os endereços estão publicados no edital.

Não serão aceitas inscrições nos dias do processo seletivo. O objetivo da palestra é apresentar a associação e seus departamentos e explicar todas as fases até a formação do palhaço. “A procura por novos voluntários é um dos passos mais importantes para a execução do nosso objetivo, que é levar amor e alegria aos hospitais onde atuamos. Nesta importantíssima etapa do processo seletivo, a pessoa fica sabendo o que significa prestar um serviço voluntário, o comprometimento com a pessoa atendida pela ONG, além de esclarecer todas as dúvidas sobre o processo seletivo que leva aproximadamente sete meses, até começar a atuar dentro dos hospitais”, comenta Nelson Bovo, coordenador geral da Hospitalhaços.

lista de aprovados será divulgada no dia 30 de julho, no site da Hospitalhaços. Para quem tem interesse em ser voluntário em outras áreas, basta ligar na associação para tirar as dúvidas. Outra forma de receber informações sobre o processo seletivo e tudo que acontece na ONG é pelas redes sociais ou pelo site www.hospitalhacos.org.br.

Heróis do Bem –  Na última semana de junho, a Oncologia D’Or do Hospital São Luiz Anália Franco, localizado na zona leste de São Paulo (SP), promoveu uma ação especial com os voluntários do Instituto Heróis do Bem. O capitão América e a Mulher Maravilha levaram encantamento, alegria e esperança para crianças com câncer, realizando o sonho de conhecerem os personagens dos filmes.

A unidade da Oncologia D’Or em São Paulo foi inaugurada no último ano e possui um núcleo inicial de quatro oncologistas e uma equipe multidisciplinar de enfermeiros e farmacêuticos. Além de ser parte integrada ao Hospital São Luiz Anália Franco, também conta com a parceria do Laboratório de Anatomia Patológica da Rede D’Or São Luiz, os quais trabalham juntos visando a praticidade e qualidade dos resultados de exames.

Anônimos do Bem: bons exemplos no Instagram

Roger é um dos “anônimos do bem” cuja história é contada no instagram (Foto: Divulgação)

Sompo Seguros, empresa do Grupo Sompo Holdings, Lançou a série Anônimos do Bem. Por meio de postagens quinzenais no Instagram, a seguradora apresenta pessoas que, mesmo sem grandes holofotes, desenvolvem atividades voltadas à cidadania, educação e meio ambiente para contribuir com uma sociedade mais justa, consciente e igualitária. 

Desenvolvida em parceria com a agência REF+, a série Anônimos do Bem conta com histórias de seis pessoas engajadas em causas relacionadas à sustentabilidade, educação e conscientização ambiental, consumo consciente, entre outros. Iniciadas em maio, quinzenalmente, novos exemplos de cidadania e preocupação com a coletividade são compartilhados no Instagram da Sompo Seguros (@sompo.seguros).

Já estão disponíveis histórias como a de Roger Peek, advogado de 44 anos que, após visitar ilhas e praias ao redor do mundo poluídas com lixo (sobretudo plástico) durante seu Mestrado em Sustentabilidade em 2012, passou a fazer coleta voluntária de materiais recicláveis que encontram destinação na Molécoola.

Ou da bióloga Larissa Sanches, que é produtora de cosméticos naturais e educadora ambiental com foco em plantio agroecológico e criação de produtos não poluentes. Larissa já atuou em diversos projetos sociais nos quais ensina pessoas a produzir cosméticos não tóxicos, que não agridem as águas e o meio ambiente; que podem se tornar uma fonte de renda sem agredir aos oceanos.

Outro exemplo é o de Katharine Esteves Rodrigues, 27 anos, que venceu uma conturbação alimentar para se tornar culinarista sustentável e consultora de eventos voltados à conscientização alimentar. Atualmente ela se vale da culinária e da comunicação (sua área de formação acadêmica) para trabalhar com a educação sob a perspectiva de um novo olhar sobre o alimento e sobre como se aproximar da cozinha de uma forma prática, prazerosa e saudável.

Sônia Regina de Aquino Rocha, de 54 anos, desenvolve uma ação de educação ambiental com outros voluntários junto a alunos das comunidades indígenas da etnia Guarani, moradores das aldeias vizinhas ao Parque Estadual do Jaraguá, na zona norte da capital paulista. O trabalho desenvolvido aborda plantios de horta, plantas medicinais, Plantas Alimentícias Não-Convencionais (PANCs), como fazer mudas etc, sempre com respeito à forma tradicional de plantio na cultura indígena. Nas próximas semanas, serão conhecidas as histórias de outros agentes de mudança.

NO RIO DE JANEIRO

Dia de Cooperar mobiliza 400 voluntários no Rio

Vinte cooperativas e 400 voluntários do Estado se uniram para promover ações de solidariedade em comemoração ao “Dia C” – “Dia de Cooperar” – no dia 06 de Julho, Dia Internacional do Cooperativismo. A festa será realizada na Praça Mauá, em frente ao Museu do Amanhã, das 9h às 16h, com uma série de apresentações musicais. Serão oferecidos também à população serviços gratuitos de saúde, beleza, cultura, educação e cidadania.

O Cooperativismo contribui para a construção de um mundo mais justo, equilibrado e com melhores oportunidades para todos. A estimativa é que cerca de 3 mil pessoas sejam beneficiadas, apenas no dia da celebração. “O Cooperativismo trabalha na linha de frente do desenvolvimento socioeconômico do país. E o ‘Dia de Cooperar’ é uma forma de expressarmos a força do nosso movimento, que por meio de ações voluntárias, ajuda pessoas a transformarem suas vidas”, declara Vinicius Mesquita, presidente do Sistema OCB/RJ.

O “Dia C” é um movimento nacional de estímulo às iniciativas voluntárias diferenciadas, contínuas e transformadoras, realizadas por cooperativas. Dez anos após sua criação, o movimento já faz parte da agenda estratégica do Cooperativismo brasileiro e transforma realidades em todo o Brasil. Por meio do movimento Dia de Cooperar, as cooperativas brasileiras já realizaram mais de 10 milhões de atendimentos, beneficiando milhões de pessoas

Em 2018, 1.706 cooperativas, com o apoio de quase 120 mil voluntários, dedicaram tempo, talento e trabalho para beneficiar mais de 2,2 milhões de pessoas com iniciativas que melhoram a qualidade de vida, a saúde, a educação, o meio ambiente e que estão alinhadas aos ODS da ONU.

Inscrições abertas para Virada Sustentável 2019

O maior festival de cultura da sustentabilidade do Brasil acaba de abrir edital para inscrições de projetos para a terceira edição da Virada Sustentável Rio de Janeiro. A plataforma está em busca de projetos artísticos, culturais, educativos, sociais que estejam engajados na construção de um mundo melhor e na mobilização de pessoas, a partir de uma abordagem positiva e propositiva, que aponte caminhos e soluções possíveis para a sociedade.

A Virada Sustentável Rio 2019 possui três linhas de curadoria, conforme a natureza do projeto. São elas: Arte e Cultura, Ação e ConhecimentoeSaúde e Bem-estar.Em 2019, a Virada Sustentável Rio de Janeiro contemplará projetos que se enquadrem nas modalidades “atividades artísticas financiadas”, “adesões dependentes” ou “adesões independentes” que estejam alinhadas com a cultura da sustentabilidade:

Atividades artísticas financiadas: propostas exclusivamente artísticas que necessitam de financiamento;

  • Adesões dependentes: projetos em geral e que necessitam apenas de disponibilidade de local e/ou estrutura;
  • Adesões independentes: projetos em geral que nãonecessitam de qualquer tipo de financiamento nem estrutura, pois são autossuficientes.

No site da Virada também existe a opção “Quero apoiar a Virada!”, onde possíveis parceiros podem se inscrever para ceder um espaço, ajudar na divulgação, aderir ao voluntariado, e/ou apoiar ou patrocinar o festival. Mais informações sobre a  Virada Sustentável Rio 2019 no site: www.viradasustentavel.org.br

EM SÃO PAULO

Crianças recebem agasalhos de super-heróis

Cerca de 260 famílias carentes foram beneficiadas com um bazar gratuito promovido pela Pró-Saúde, nos dias 26 e 27 de junho, durante o encerramento da “Campanha do Agasalho – Os Doadores”, em São Paulo (SP). A ação arrecadou mais de quatro mil peças, entre roupas e calçados, que foram distribuídas nos Centros de Educação Infantil (CEIs) Lageado, Jardim Eliane, Santa Rita e São Jorge, que atendem cerca de 750 crianças de zero a 5 anos, na zona Leste. 

O tema deste ano focou nos heróis da solidariedade, o que deu o tom para as apresentações musicais e peças teatrais ensaiadas pelos alunos do CEI Santa Rita e Lageado. As crianças também confeccionaram fantasias com capas e máscaras de heróis, como Batman e Capitão América, especialmente para as festividades.

A coordenadora Pedagógica do CEI Santa Rita, Natalia Batista, contou que as crianças já têm aprendido nas rodas de conversa sobre a importância de ser um cidadão melhor. “Isso é fundamental, afinal de contas, a educação tem essa proposta de torná-los adultos melhores”, disse.

Além do bazar gratuito para todas as idades, os alunos matriculados nos CEIs também ganharam um conjunto de agasalho novo. As atividades para arrecadação das peças movimentaram os colaboradores de 11 Estados brasileiros onde a entidade atua e ajudaram a aquecer o inverno das crianças e familiares dos quatro CEIs na capital paulista.

Dia da Cidadania ocupa o Largo da Batata

O Largo da Batata será o palco do Dia da Cidadania 2019, da SulAmérica, neste sábado (6). O espaço, situado em Pinheiros, onde está a sede de São Paulo da seguradora, estará repleto de atrações voltadas para saúde, bem-estar e educação – além de aconselhamento jurídico, emissão de documentos, atividades para crianças, e contará ainda com palestras pautadas de acordo com assuntos do cotidiano. Com o apoio de cerca de 20 parceiros, a edição desse ano espera atender três mil pessoas.

Das 8h às 14h, estarão à disposição da população, serviços gratuitos de orientação médica, oftalmologistas para realização de exames, nutricionistas, clínicos gerais, orientação psicológica e dentistas. Também haverá distribuição de preservativos e orientações sobre doenças sexualmente transmissíveis (DST). Da mesma forma, direcionamento jurídico, orientação para idosos e público LGBTI, testes vocacionais para jovens, emissão de segunda via de documentos serão realizados no local.

Ciente do compromisso de oferecer acolhimento as mais diversas necessidades da população carente, como parte da programação o Dia da Cidadania 2019, trará palestras com o objetivo de oferecer conhecimento sobre assuntos pontuais do cotidiano como “Diabetes – uma doença silenciosa”, “Aposentadoria: informações básicas e dúvidas”, e “Bullying suas formas e consequências”, e “Violência Sexual”. O atendimento à população começará a partir das 8h e seguirá até às 14h, sem interrupções.

PELO PAIS

Prêmio reconhece ações para empoderar mulheres

Estão abertas as inscrições para o Prêmio CEBDS de Liderança Feminina, idealizado para reconhecer ações, mulheres e empresas que desenvolvem iniciativas que contribuem para o alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Idealizado para impulsionar no Brasil o cumprimento do ODS 5, que tem como meta alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas até 2030, o prêmio traz uma nova categoria que reconhecerá projetos sociais voltados para empoderamento e capacitação de mulheres para liderança, em qualquer parte do país.

Todos os projetos sociais inscritos que cumprirem as exigências do edital serão apresentados às empresas associadas e poderão ser “adotados” por um período de 12 meses. O edital completo com a descrição das quatro categorias e a área de inscrições estão disponíveis no site cebds.org.   

As demais categorias são:  Empresas Associadas,  que premiará três executivas; Iniciativa Novas Líderes, que  premiará duas empresas que desenvolvam iniciativas para capacitar e formar novas lideranças femininas; e Categoria Voto Popular, que reconhecerá uma liderança feminina espontaneamente nomeada pelo público, incluindo representantes do setor privado, terceiro setor ou do governo. 

As inscrições poderão ser feitas até o dia 10 de julho e os vencedores serão conhecidos durante o Seminário CEBDS – Visão 2050: O Futuro é Feito Agora – que acontece em São Paulo no dia 5 de setembro.   

Conheça as quatro categorias do Prêmio CEBDS de Liderança Feminina 2019  

1.                   Categoria Empresas Associadas:  premiará três executivas, dentro as empresas associadas ao CEBDS , por suas iniciativas para o avanço dos ODS. As vencedoras serão escolhidas pelo júri, composto pelo Conselho Consultivo o CEBDS e convidadas notáveis. Inscrições aqui.

2.                   Iniciativa Novas Líderes:  premiará duas empresas que estejam desenvolvendo uma iniciativa ou um projeto cujo objetivo seja capacitar e formar novas lideranças femininas. Uma dessas empresas será escolhida pelo  júri  CEBDS e outra por voto popular. Inscrições aqui.

3.                   Categoria Voto Popular:  reconhecerá uma liderança feminina espontaneamente nomeada pelo público, incluindo representantes do setor privado, terceiro setor ou do governo. Inscrições aqui.

4.                   Categoria Projeto Social: podem se inscrever nessa categoria projetos sociais que visem o empoderamento e a capacitação feminina. Todos os projetos sociais inscritos que cumprirem as exigências do edital serão apresentados às empresas associadas e, dependendo do interesse despertado, poderão ser “adotados” por uma empresa ao longo de 12 meses. Inscrições aqui.

Da Redação, com Assessorias

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.