Memória do corpo pode ajudar a controlar as emoções

Terapeuta corporal, criadora do sistema que relaciona funções psicológicas e estruturas de caráter a mais de 150 músculos, dá palestra gratuita no Rio

Redação
cerebro-mente-corpo2

Lisbeth-Marcher-fundadora da Bodynamic

Quando a criança se sente ameaçada na sua capacidade de ser vista, mantendo sua própria dignidade na relação com o outro, ela pode desenvolver diferentes tipos de defesas para preservar ao máximo essa dignidade e não perder o contato com o outro. Como essas defesas se inscrevem em seus músculos? Que padrões e comportamentos disfuncionais podem advir, na fase adulta, dessa memória tão profunda?

Na década de 1970, a terapeuta corporal dinamarquesa Lisbeth Marcher desenvolveu uma teoria onde relaciona aspectos psicológicos, habilidades aprendidas pelo ego e estruturas do caráter a mais de 150 músculos e tecidos adjacentes. Seu trabalho se transformou num sistema pioneiro de psicoterapia e psicologia somática do desenvolvimento que integra desenvolvimento psicomotor, psicologia cognitiva, neurociências, teoria do apego, estudos sobre trauma e dissociação, com especial ênfase na qualidade do contato e em relacionamentos saudáveis.

Criadora do Bodynamic System, presente em 11 países, incluindo o Brasil, Lisbeth, de 78 anos, faz uma palestra gratuita e aberta ao público nesta quinta-feira no Rio. Sua filha Ditte Marcher, que aplica este método na resolução de conflitos em zonas de guerra e áreas de crise há 30 anos, também estará presente. A palestra “Duas gerações e o ciclo da vida através do Bodynamic” acontece às 19h30 no Centro Cultural João XXIII – Rua Bambina, 115. Inscrições gratuitas: bodynamicbrasil@gmail.com

Trauma de Choque e os dias de hoje

Diite Marcher

Lisbeth presidiu a Associação Europeia de Psicoterapia Corporal (EABP) e hoje é supervisora ​​internacional da área de educação do Bodynamic International, organização fundada por ela. O trabalho de sua vida está registrado no livro Body Encyclopedia.- A Guide to the Psychological Functions of the Muscular System.

Além dos recursos para tratar o Trauma de Desenvolvimento, o Bodynamic tem um método específico criado por Ditte Marcher (foto) para trabalhar com o Trauma de Choque, resultante de experiências difíceis, violentas ou avassaladoras. Ditte atuou, por exemplo, junto a crianças em crise na Palestina, no Líbano e em Israel.

Ela também desenvolveu o treinamento em Bodynamic para veteranos e suas esposas na Dinamarca e na Ucrânia, trabalho rendeu a pesquisa “Superando o Trauma de Choque e o Transtorno de Estresse Pós-Traumático – TEPT”. Nela, Ditte comprovou que a participação no treinamento promoveu o “crescimento pós-traumático” nos seus integrantes, além de contribuir para a diminuição dos sintomas do TEPT (a nível estatisticamente significativo), dos distúrbios depressivos e dissociativos.

Para desenvolver e melhorar suas relações


A psicóloga clínica e Practitioner em Bodynamic Andréa Miranda, coordenadora do Bodynamic International Brasil, explica que a associação de conteúdos psicológicos a determinados músculos nos dá condições de desenvolvermos habilidades anteriormente não aprendidas e com isso, passarmos a nos colocar de forma mais saudável no mundo e nas relações. Por isso, além dos interessados no desenvolvimento pessoal e interpessoal, incluindo as relações familiares, poderão se beneficiar com o Bodynamic psicólogos, psicoterapeutas, assistentes sociais, professores, médicos, dentistas, conselheiros, fisioterapeutas, terapeutas alternativos, dentre outros profissionais.

 “Com base em dados obtidos em mais de 30 anos de estudos sistemáticos, a Lisbeth e o seu grupo de colaboradores localizaram de forma bastante precisa os músculos associados às 11 funções do ego e suas subfunções, e às sete estruturas de caráter, o que possibilita ao terapeuta Bodynamic ser muito preciso nas suas intervenções terapêuticas. As funções do ego pesquisadas pelo grupo são conexão, posicionamento, centramento, fronteiras, grounding e teste de realidade, manejo de energia, assertividade, equilíbrio social e habilidades cognitivas, interpessoais e de gênero. E as estruturas de caráter são existência, necessidade, autonomia, vontade, amor e sexualidade, opinião e solidariedade e performance.”

“A palestra de Lisbeth e Ditte, juntas pela primeira vez no Brasil, dará a oportunidade a todos os interessados de terem acesso a esse incrível sistema, apresentado ao vivo pela sua criadora e a segunda geração do Bodynamic. Ditte vem agregando novos e importantes conteúdos, tornando-o vivo e em constante movimento. Essa palestra será uma oportunidade imperdível e me sinto muito feliz em promovê-la”, comemora Andréa.

O depoimento de quem experimentou o método

Bárbara (nome fictício), microempresária, resolveu aderir ao Bodynamic após passar por várias experiências com psicanalistas. “Sou excessivamente cerebral e, depois de vários anos fazendo análise com psicanalistas, senti que precisava de um olhar que considerasse os sinais do meu corpo. Senti eu precisava ‘sentir’ mais do que racionalizar tudo. Cheguei ao Bodynamic indicada por uma amiga terapeuta que percebeu que, de alguma forma, essa abordagem poderia me ajudar mais neste momento.

Estando acostumada a usar apenas  o recurso da fala nas sessões de psicanálise e considerar o que estou pensando sobre tudo, quando sou convidada a sentir o que as informações que eu trago estão provocando no meu corpo, me desarmo, os nós e as defesas ficam mais frouxos e consigo chegar a lugares que não havia chegado antes e, o mais importante, associá-los com mais clareza e verdade íntima aos padrões que hoje atrasam tanto o meu crescimento pessoal.

A partir das sessões, trago exercícios simples e poderosos com determinadas partes do corpo para fazer em casa e ainda lançar mão antes de situações em que precise  me blindar e fortalecer. E realmente me sinto melhor. Em pouco mais de seis meses,experimento um conhecimento sobre minha história de vida e as memórias inscritas no meu corpo que não fazia de que poderia acessar. As sessões de bodynamic são de uma delicadeza e respeito imensos com os meus limites e possibilidades.

Acredito nesse trabalho, recomendo e acho uma chance incrível poder ouvir a Lisbeth ao vivo, essa mulher que criou um sistema tão poderoso que nos ajuda a descobrir ou redescobrir o valor de sermos nós mesmos, de tomar as rédeas da nossa vida com firmeza e afeto e a dar os passos que desejamos e precisamos!”.

Fonte: Bodydinamic Brasil, com Redação

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.