As dores emocionais da pandemia: veja onde ter acesso a psicologia gratuita

A partir de pesquisas na internet, ViDA & Ação listou uma série de serviços gratuitos para atendimento psicológico em todo o país. Confira!

Faculdades de Psicologia de todo o Brasil oferecem serviço de atendimento psicológico gratuito (Foto Freepik)

Depressão, ansiedade ou qualquer outro transtorno mental é coisa séria. Pessoas precisam de pessoas e, mais do que nunca, precisamos cuidar melhor uns dos outros. O isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus trouxe inúmeras questões que há muito tempo estavam latentes na sociedade, mas nunca tiveram a atenção merecida. Não é só no Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio, ou no Janeiro Branco, dedicado à saúde mental. Precisamos falar sobre saúde mental e emocional o ano inteiro.

E especialmente nesta semana em que o país chora as mais de 500 mil vidas perdidas para a Covid-19, o que gera profundas cicatrizes emocionais em milhares de brasileiros, é tempo de solidariedade e apoio às pessoas que sofrem as dores emocionais da pandemia. Em momentos como esse, em que o sentimento de angústia, tristeza e ansiedade vem sendo vivenciado e compartilhado por muita gente, é importante buscar uma rede de apoio e acolhimento para que essas emoções não se transformem em problemas a longo prazo, como crises de pânico e depressão.

Desde o início da pandemia, o coronavírus reflete de diversas formas na sociedade. Na saúde mental, esse impacto foi muito percebido e as pessoas passaram a, cada vez mais, buscar ajuda psicológica para lidar com as diferentes questões que surgiram ou se intensificaram nesse período. Diferentes formas de terapia têm sido procuradas na quarentena, no geral, qualquer coisa que ajude a aliviar as sensações de angústia, ansiedade e luto.

Embora um atendimento psicológico de qualidade normalmente seja pouco acessível, várias iniciativas recentes tentam suprir essa necessidade de forma on-line e gratuita, buscando oferecer um espaço acolhedor de conversa e reflexão durante a pandemia. Além de inúmeros projetos reunindo psicólogos e entidades atendendo gratuitamente, cursos de Psicologia de diversas universidades e várias sociedades de psicanálise ampliaram seus serviços, de forma remota, durante a pandemia.

A partir de uma pesquisa na internet, ViDA & Ação selecionou alguns links para ajudar nessa busca por ajuda terapêutica. Porque você não precisa sofrer sozinho! Busque ajuda!

Iniciativas solidárias criadas ou ampliadas na pandemia

Além de iniciativas criadas exclusivamente durante a pandemia, outras opções disponíveis são alguns canais de emergência, como o do Centro de Valorização da Vida (CVV), o Projeto Você Importa e o SOS Jovem, por exemplo. Confira abaixo alguns deles:

PARA TODOS

Humanidades 2020

Para o público em geral uma opção é a iniciativa Humanidades 2020, vários psicólogos se uniram para construir um canal de atendimento aberto e direto. Por não ser voltado a nenhum grupo específico, eles já até atenderam pessoas de fora do Brasil. Os voluntários do projeto disponibilizam seus números de telefone e quem quiser ser atendido pode falar direto com eles por WhatsApp. Ana Luiza Novis, (21) 99609-9346, e a Laura Machado, (21) 98820-6989, são as psicólogas responsáveis. 

Experiência de Escuta Terapêutica

O site Relações Simplificadas criou um atendimento online de 30 minutos para o público em geral. No site há uma lista de terapeutas disponíveis onde é possível agendar diretamente com cada profissional.

CVV – Centro de Valorização da Vida

Apoio emocional e prevenção ao suicídio. Atendimento gratuito e anônimo via telefone ou chat. Durante a pandemia eles investiram no aumento de ramais da linha 188 para melhorar o atendimento remoto, que é gratuito e está disponível 24 horas por dia. São atendimentos pontuais que podem ajudar muito em diversas situações, e caso necessário eles também podem indicar maior acompanhamento com psicólogo ou psiquiatra. 

Projeto Você Importa

Movimento de apoio ao portador de depressão e outros transtornos da mente. Ação preventiva ao suicídio, bullying e solidão. Nesse link, eles também sugerem locais que estão fazendo atendimento psicoterapêutico gratuito em diversas regiões do país. 

PARA IDOSOS E JOVENS

Escuta 60+

Acolhimento e escuta solidária para 60 + via atendimento telefônico: (11) 3280-8537.

SOS Jovem

SOS Jovem realiza apoio emocional e prevenção do suicídio voltado ao público jovem. O atendimento é feito por voluntários em total anonimato.

PARA PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Psicologia Solidária

O projeto Psicologia Solidária já reúne mais de 700 psicólogos de todo o Brasil para atender aos profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate ao coronavírus. Obs: O projeto informa que encerrou as inscrições para novos atendimentos.

Apoio para Profissionais de Saúde

Atendimento psicológico online aos profissionais de saúde que estão na linha de frente. Necessário preencher o formulário e aguardar contato do psicólogo. OBS: O site está temporariamente indisponível.

Universidades oferecem serviço de atendimento psicológico gratuito

Muitas universidades brasileiras contam com atendimentos psicológicos gratuitos como uma atividade de extensão para os cursos das faculdades de Psicologia. Algumas clínicas-escolas prestam atendimento psicológico tanto para o público geral, quanto para os seus próprios funcionários.

Durante a pandemia, a maioria disponibilizou o serviço de forma online, para respeitar o isolamento social e reduzir os riscos de contágio da Covid-19. Com isso, o atendimento foi ampliado para diversos públicos que buscavam acompanhamento terapêutico.

Confira uma lista com algumas universidades que contam com essas atividades voltadas à saúde mental da comunidade acadêmica e da população em geral:

RIO DE JANEIRO

Estácio de Sá

Dedicados ao Serviço de Psicologia Aplicada (PSA), alunos e professores da Universidade Estácio de Sá oferecem atendimento psicológico gratuito, de forma on-line. No Rio de Janeiro, os serviços são oferecidos pelas unidades do  Norte Shopping, Ilha do Governador, Niterói e Barra da Tijuca. O serviço é destinado especialmente a pessoas de baixa renda e que não podem recorrer a atendimentos particulares, muitas vezes disponíveis por valores que não são acessíveis. Na unidade do NorteShopping, ele é focado principalmente no atendimento a moradores da região.

Para fazer a solicitação, basta entrar em contato com o serviço da universidade, por e-mail ou telefone, e informar dados pessoais, número de telefone e disponibilidade. Após o contato inicial, é realizada uma entrevista de triagem, e as consultas são agendadas. Em alguns casos especiais, os pacientes podem ser encaminhados a profissionais especializados em necessidades específicas. Em razão da pandemia, após um período de paralisação, o serviço tem sido oferecido apenas de forma remota e não há prazo para a volta do atendimento presencial.

No Rio de Janeiro, para realizar o agendamento, é preciso entrar em contato com as coordenadorias de cada unidade (veja abaixo). A Estácio do Ceará também conta com o Núcleo de Apoio Psicopedagógico (NAP) para atendimentos.

Norte Shopping: (21) 2583-7116 / ana.hirsche@estacio.br

Ilha do Governador: (21) 2468-1573 / denise.amorim@estacio.br

Niterói: (21) 2622 7320 / monique.ferreira@estacio.br

Barra da Tijuca: (21) 2432-3800

Univeritas Rio de Janeiro

Também no Rio de Janeiro, a Univeritas oferece atendimento psicológico gratuito, de forma online. Para se inscrever, o interessado deve mandar um email para psicologia.gua@ung.br

SÃO PAULO

Universidade de São Paulo (USP)

A Universidade de São Paulo oferece alguns projetos, tanto para pessoas de dentro quanto de fora. O Instituto de Psicologia da USP possui diversos serviços de atendimento e práticas psicológicas públicos e gratuitos, oferecidos à comunidade universitária e ao público geral residentes no entorno da universidade. O instituto já trabalhava com atendimentos psicológicos gratuitos antes da Covid-19. Com a suspensão das atividades presenciais, eles não só migraram para a internet como também formularam outros modelos capazes de melhor atender a população.

Ao todo são quatro modalidades de serviço diferentes, que atendem a comunidade USP, psicólogos, profissionais de saúde e adolescentes ou pessoas com mais de 18 anos. O atendimento é realizado por psicólogos inscritos no Conselho Federal de Psicologia (CFP) para atendimento online. Para se consultar ou saber outras informações é só entrar no site do Ipusp. A comunidade acadêmica pode preencher o formulário de inscrição para agendamentos, enquanto todos os serviços podem ser acessados na página de atendimento do IP. Os interessados devem enviar e-mail para: apoiar@usp.br, e os contatos são feitos pelas supervisoras.

Outra iniciativa que surgiu mais para cultivar relações saudáveis na universidade foi o Grapusp (Grupo Reflexivo de Apoio à Permanência na USP). O projeto trabalha, desde maio de 2019, com a temática dos vínculos no espaço universitário. Os encontros de uma hora e meia são semanais, conduzidos por psicólogos e estudantes de Psicologia. É possível participar das reuniões, agora virtuais, a partir de uma inscrição prévia feita através do formulário de acesso ou entrando em contato pelo e-mail: grapusp@usp.br.

O departamento de psicologia do campus da USP de Ribeirão Preto também oferece formas de acolhimento, escuta e atendimento psicológico gratuito para crianças e  pais ou responsáveis. O Projeto Fênix busca proporcionar uma experiência de reflexão, fortalecimento e compartilhamento de vivências  das famílias nesse período de pandemia. Os interessados podem entrar em contato com as coordenadoras pelo e-mail: projetofenixusp@gmail.com, ou pelas redes sociais do projeto (@projetofenixusp).

Universidade Paulista (Unip)

A Universidade Paulista (Unip) conta com os Centros de Psicologia Aplicada (CPAs), que oferecem gratuitamente seis modalidades atendimento psicológico a crianças, adolescentes, adultos, famílias e casais, que necessitem da avaliação psicológica e do tratamento de transtornos comportamentais, emocionais, e de distúrbios afetivos, relacionais e de conduta. Para informações de cada unidade, acesse o site dos CPAs da Unip.

Universidade Presbiteriana Mackenzie

Diversos atendimentos, como orientação profissional e acolhimento psicológico, são disponibilizados pelo Serviço-Escola de Psicologia do Instituto Mackenzie, que conta com atividades remotas durante a pandemia. Os horários para atendimento telefônico durante a quarentena é de 2ª à 6ª feira das 09:00 às 16:00. Para mais informações, o contato deve ser feito pelo e-mail ccbs.clinicapsicologica@mackenzie.br.

Centro Universitário São Camilo

Centro Universitário São Camilo conta com o Serviço de Apoio Psicológico e Psicopedagógico, que oferece o atendimento psicológico gratuito para crianças, adolescentes, adultos e idosos. Mais informações e agendamento de consultas podem ser feitos pelo e-mail agendamento.psicologia@saocamilo-sp.br ou pelo telefone (11) 3355-3929, às segundas-feiras, entre 8h e 12h.

PUC-Campinas

Alunos em fase de conclusão da Faculdade de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas) fazem acolhimentos e plantões psicológicos online para diversos públicos, voltado para questões emocionais imediatas do indivíduo. Supervisionado pelos professores, o acolhimento acontece por Skype, às terças-feiras, das 14h às 18h, às quartas e quintas, das 8h às 12h, e às sextas, das 17h às 21h, exceto em feriados. O contato no Skype é plantaopsicopuccampinas@gmail.com, e mais informações podem ser consultadas pelos telefones (19) 97166-5474 e (19) 3343-6846.

USP, UnB e UPF Coletivos Saúde Mental

Dedicado a pessoas com 60 anos ou mais e a profissionais da área da saúde, o Coletivos Saúde Mental é uma parceria entre pesquisadores de três universidades: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP) da USP, Universidade de Brasília (UnB) e Universidade de Passo Fundo (UPF), no Rio Grande do Sul. Além do atendimento psicológico, o grupo realiza uma pesquisa que visa analisar como esse serviço remoto contribui para idosos e profissionais de saúde. Mais informações são encontradas no site do Coletivos Saúde Mental.

AMAZONAS

Universidade Federal do Amazonas (Ufam)

Com a pandemia, a Faculdade de Psicologia da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) passou a oferecer de forma virtual atendimento voltado à população, não apenas à comunidade acadêmica. O agendamento pode ser feito por e-mail ou pelo telefone diretamente com profissionais que atuam no projeto.

BAHIA

Unime Salvador

A Clínica-escola de Psicologia da Unime Salvador conta com atendimentos online e gratuitos realizado por alunos do último ano do curso da faculdade, sob supervisão de psicólogos. Os horários são previamente agendados pelo e-mail servicopsiunime@hotmail.com e os atendimentos acontecem de segunda a sexta-feira, virtualmente.

CEARÁ

Uninassau Fortaleza

Os atendimentos na clínica-escola de psicologia da unidade são voltadas para às áreas de atendimento infantil (a partir dos 4 anos de idade); atendimento em grupo; e atendimento individual ou em casal. Para realizar agendamentos ou tirar dúvidas sobre os serviços, é necessário entrar em contato pelo telefone (85) 3201-2448

PARÁ

Unama – Belém

A clínica de psicologia da Unama funciona de 8h às 20h, de segunda a sexta-feira. Para se inscrever, basta comparecer na Clipsi, localizada no campus Alcindo Cacela, em Belém. Ou então ligar pro 4009-3012. De acordo com a coordenação do curso de psicologia, os atendimentos estão sendo feitos, mas apenas na modalidade psicoterapia. Em breve, deverá ser retomado o atendimento grupal.

PERNAMBUCO

Uninassau Recife

Durante o período de quarentena, os atendimentos psicológicos da Unissau em Recife – campus Graças são realizados de forma gratuita e online. Os interessados precisam de cadastrar no link http://bit.ly/psicorona preencher o formulário. As consultas são destinadas para toda a população, conforme disponibilidade de horário. Todos terão direito a duas sessões gratuitas.

RIO GRANDE DO NORTE

Uninassau Natal

Os interessados precisam entrar em contato pelo telefone (84) 3344-7853, onde será agendada uma avaliação. Os atendimentos são realizados de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. As sessões são conduzidas por alunos estagiários do curso de psicologia.

SANTA CATARINA

Unesc – Universidade do Extremos Sul Catarinense

O Programa Acolher Unesc está disponível para profissionais da linha de frente e estudantes e funcionários da instituição. É possível agendar os atendimentos pelo número  (48) 99644-1887, de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h.

Sociedades científicas também oferecem espaços gratuitos

Sociedade Brasileira de Psicanálise de SP

Atendimento psicoterapêutico para população em geral e profissionais de saúde. Para se inscrever basta preencher o formulário e aguardar e-mail confirmando agendamento.

CEP – Centro de Estudos Psicanalíticos São Paulo

Atendimento psicoterapêutico para população em geral e profissionais de saúde. As entrevistas podem ser agendadas pelos telefones (11) 3675 – 4159, (11) 3862-4163 ou pelo WhatsApp (11) 97669-2797.

Sociedade Psicanalítica do Rio Grande do Sul

Atendimento gratuito para o público em geral e profissionais de saúde do RS. É possível se cadastrar preenchendo o formulário no site, ou agendar pelo telefone – (51) 3324-3340, das 9h às 18h.

Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro

Clínica Social da SBPRJ tem a finalidade de estender os benefícios do tratamento psicanalítico à comunidade, oferecendo serviços com preços reduzidos (R$ 40,01 por sessão).  Os atendimentos – realizados por profissionais da SBPRJ, de segunda a quinta-feira, das 9h às 17h – são individuais para adultos (a partir de 18 anos) e para família e casal. ATENÇÃO: No momento, a Clínica Social não está atendendo crianças e adolescentes e as inscrições em geral estão temporariamente suspensas.

Atendimento psicológico pelo SUS no Rio

O Diário do Rio, em parceria com Roberta Balbino, do perfil O Rio não é só praia, listou as unidades de atendimento psicológico gratuito no Rio de Janeiro. Confira:

CENTROS DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL (CAPS)
Unidades da rede pública de saúde para acolhimento às crises em saúde mental, atendimento e reinserção social de pessoas com transtornos graves e persistentes. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

CAPS II Carlos Augusto da Silva (Magal)
Áreas de atendimento: Manguinhos, Maré, Benfica e Tuiuti
Av, Dom Hélder Câmara, 1.390, fundos, Manguinhos
Tel.: 2201-0180/ 97002-1427

CAPS II Ernesto Nazareth
Ilha do Governador
Av. Paranapuã, 435, Freguesia da Ilha
Tel.: 3367-5145

CAPS II Fernando Diniz
Olaria, Ramos, Bonsucesso
Rua Leopoldina Rego, 754, Olaria
Tel.: 3867-1319

CAPS II Clarice Lispector
Méier e adjacências
Rua Dois de Fevereiro, 785A, Encantado
Tel.: 3111-7490 / 3111-7411

CAPS II Dircinha e Linda Batista
Guadalupe, Anchieta, Osvaldo Cruz e adjacências
Rua Jornalista Hermano Requião, 447
Tel.:2475-4917

CAPS II Rubens Corrêa
Irajá, Madureira, Vila da Penha e adjacências
Rua Capitão Aliatar Martins, 231, Irajá
Tel.: 3833-3340 / 3833-3341

CAPS II Lima Barreto
Bangu e Padre Miguel
Av. Ribeiro Dantas, 571, Bangú
Tel.: 3462-5449

CAPS II Neusa Santos Souza
Sulacap, Senador Camará, Deodoro e Magalhães Bastos
Rua Baalbeck, 75, Senador Camará
Tel.: 3523-8640

CAPS II Pedro Pellegrino
Campo Grande, Santíssimo e Guaratiba
Praça Major Vieira de Mello, 13, fundos, Comari, Campo Grande
Tel.: 3394-2583

CAPS II Profeta Gentileza
Inhoaíba e parte de Campo Grande
Estr. de Inhoaíba, 849, Inhoaíba
Tel.: 3402-6835

CAPS II Simão Bacamarte
Santa Cruz, Paciência e Sepetiba
Av. Senador Camará, 224, Santa Cruz
Tel.: 3365-8775 / 3395-0898

Atendimento 24h

CAPS III Franco Basaglia
Glória, Catete, Laranjeiras, Cosme Velho, Botafogo, Urca, Humaitá, Copacabana e Leme
Avenida Venceslau Brás, 65, fundos, Botafogo
Tel.: 2542-676

CAPS III Maria do Socorro Santos
Rocinha, Vidigal, São Conrado, Gávea, Ipanema, Lagoa e Jardim Botânico
Estrada da Gávea, 520, Rocinha
Tel.: 3322-6368

CAPS III João Ferreira Filho
Área de atendimento: Complexo do Alemão
Estr. do Itararé, 951 – Ramos
Tel.: 2270-8688

CAPS III Torquato Neto
Abolição, Pilares, Engenho da Rainha, Tomás Coelho, Todos os Santos, Higienópolis, Jacarezinho
Estr. Adhemar Bebiano, 339 – Del Castilho
Tel.: 3111-6720 / 3111-7139

CAPS III EAT Severino dos Santos
Área de atendimento: Jacaré, Rocha, Sampaio, São Francisco Xavier, Riachuelo
Rua Dois de Fevereiro, 635
Tel.: 3111-7452 / 3111-7456

CAPS III Arthur Bispo do Rosário, Jacarepaguá
Estrada Rodrigues Caldas, 3400, Taquara, Jacarepaguá
Tel.: 2456-7537 / 341-5608 / 3412-5619

CAPS III Manoel de Barros
Barra, Recreio, Vargem Grande, Vargem Pequena, Curicica e Camorim
Avenida Nossa Senhora dos Remédios, s/nº, Taquara
Tel.: 3432-2246/ramal 2211

Atendimento diário de crianças e adolescentes

CAPSi II Maurício de Sousa
Centro e parte da Zona Sul
Av. Venceslau Brás, 65 fds – Botafogo
Tel.: 3873-2416

CAPSi II Visconde de Sabugosa
Ilha do Governador, Penha e adjacências
Av. Guanabara s/n. – Praia de Ramos – Ramos.
Tel.: 3884-9635

CAPSi II Maria Clara Machado
Méier e adjacências
Rua Honório, 461 – Todos os Santos.
Tel.: 3111-620 / 3111-4168 / 3111-7139

CAPSi II Heitor Villa Lobos
Madureira e adjacências
Rua Padre Manso s/nº – Madureira.
Tel.: 3018-2201

CAPSi II Eliza Santa Roza
Barra e Jacarepaguá
Rua Sampaio Corrêa, 105, Taquara – Jacarepaguá
Tel.: 3412-5601 / 3412-5605

CAPSi II Pequeno Hans
Área de atendimento: Bangu, Realengo e adjacências
Rua Carlos Pontes, s/n – Jardim Sulacap
Tel.: 3355-3887

CAPSi II João de Barro
Campo Grande e Santa Cruz
Estr. do Campinho, s/n – Santa Margarida, Campo Grande
Tel.: 3394-2668

CAPS das redes estadual e federal

CAPS II UERJ (estadual) / Policlínica Piquet Carneiro
Tijuca e adjacências

Av. Marechal Rondon, 381 – São Francisco Xavier
Tel.: 2334-2371 / 2334-2372

CAPSi II Carim (federal)
parte da Zona Sul e Tijuca
Av. Venceslau Brás, 71 fds – Botafogo
Tel.: 3938-5574

CAPSad II Centro-Rio (estadual)
parte da Zona Sul
Rua Dona Mariana, 151 – Botafogo
Tel.: 2334-8109

CAPSad II – atendimento diário a usuários de álcool e outras drogas

CAPSad II Mané Garrincha
Área de atendimento: Tijuca e adjacências
AV. Professor Manoel de Abreu, 196 – Maracanã
Tel.: 2284-6339 / 2284-6860

CAPSad II Júlio César de Carvalho
Área de atendimento: Santa Cruz
Rua Severino das Chagas, 196 – Santa Cruz
Tel.: 3156-9277

CAPSad III – atendimento 24 horas (diurno, noturno e nos finais de semana)

CAPSad III Miriam Makeba
Bonsucesso, Ramos e Maré
Rua Professor Lacê, 485 – Ramos
Tel.: 3889-8441
UAA Metamorfose Ambulante: Rua Filomena, 299 – Olaria.

CAPSad III Raul Seixas
Área de atendimento: Méier e adjacências
Rua Dois de Fevereiro, 785 – Encantado
Tel.: 3111-7512 / 3111-7507

CAPSad III Paulo Portela
Área de atendimento: Madureira e adjacências
Rua Pirapora, 69, Madureira
Tel.: 2452-2130

CAPSad III Antônio Carlos Mussum/UAA
Área de atendimento: Barra e Jacarepaguá
Rua Sampaio Corrêa, s/nº – Taquara, Jacarepaguá
Tel.: 3523-8546 / 3412-8356

Emergências psiquiátricas gratuitas 24h

CPRJ – Centro Psiquiátrico do Rio de Janeiro
Praça Coronel Assunção, s/nº, Saúde
Tel.: 2332-568

Instituto Philippe Pinel
Av. Venceslau Brás, 65 – Botafogo
Tel.: (21) 2542-3049

CER Leblon – Hospital Miguel Couto
Rua Mário Ribeiro, 1.080 – Leblon
Tel.: 3114-8480

Policlínica Rodolpho Rocco
Estrada Adhemar Bebiano, 339 – Del Castilho
Tel.: 3882-0577

CER Barra da Tijuca – Hospital Lourenço Jorge
Av. Ayrton Senna, 2.000 – Barra da Tijuca
Tel.: 3550-7060

CER Campo Grande – Hospital Rocha Faria
Av. Cesário de Melo, 3.215 – Campo Grande
Tels.: 2233-6791 / 2233-6797

CER Pedro II – Hospital Municipal Pedro II
Rua do Prado, 325 – Santa Cruz
Tel.: 3365-5201


NOTA DA REDAÇÃO – Esta matéria foi preparada a partir de uma pesquisa na internet. Caso haja alterações na oferta dos serviços, solicitamos que nos enviem para nossa atualização, ajudando também que esta lista possa chegar a mais pessoas. E mais: conhece outras instituições, universidades ou grupos de voluntários que oferecem esse tipo de serviço? Mande informações para redacao@vidaeacao.com.br que incluiremos na lista!

E o mais importante: peça ajuda, você não está sozinha(o)!

Fontes: Dráuzio Varella, Ser Educacional, Quero Bolsa, Diário do Rio, O Globo

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais