Saúde ou beleza: quem precisa de um bumbum bonito?

Médico preso por morte de bancária após preenchimento de glúteos no Rio diz que atendia ’emergências estéticas’ de pacientes que ‘precisavam’ de glúteo bonito ou coxa mais grossa

Rosayne Macedo

Publicado por Dr. Denis Furtado - Saúde e Beleza em Segunda, 1 de janeiro de 2018

Aumentar o tamanho e volume, formando glúteos perfeitos e muito naturais, com aspecto e consistência jovens e malhados. Este era um dos resultados prometidos por Dênis César Furtado a seus pacientes, maioria mulheres, que o procuravam em busca de um bumbum torneado ou empinado. Mas, afinal, quem realmente precisa de um bumbum de capa de revista sexy a qualquer custo?

Os números que cercam a morte da gerente de banco de Cuiabá Lilian Calixto, de 46 anos, revelam que o médico conhecido como Dr Bumbum agia livremente, mesmo tendo sido proibido de clinicar no Rio de Janeiro. No Instagram, são mais de 673 mil seguidores, fora os milhares que o acompanhavam em outras contas no Facebook. Ao todo, foram 9 mil preenchimentos de glúteo realizados, ao custo de, pelo menos, R$ 18 mil. Os atendimentos aconteciam no Rio, Brasília e São Paulo.

Dênis curtia a fama e o apelido que conquistou nas redes. Neste vídeo, publicado há sete meses em sua página no Facebook, ele se orgulha de ser um dos médicos que mais realizam medicina estética e bioplastia de glúteos em todo o Brasil, chegando a usar até 15 litros de PMMA ao mês, um produto da Biossimetric, do “grande parceiro Maurício”. “Eu atendo todos os dias em minhas clínicas pacientes que precisam de emergência em estética, que precisam de um glúteo bonito, uma coxa mais grossa, uma panturrilha delineada, um rosto bem feito”, diz ele.

LEIA MAIS:

O perigo da plástica sem bisturi: bancária é mais uma vítima do PMMA

Miss Bumbum volta atrás e critica médico

Uma dessas “emergências” no seu Instituto Saúde e Beleza parece ser a de Flávia Tamayo, a Miss Bumbum, de 20 anos, que se submeteu a um procedimento com o médico em maio deste ano – ocasião em que chegou a gravar um vídeo com ele 9veja abaixo) – dias antes de ser entrevistada no programa Superpop, da modelo e apresentadora Luciana Gimenez. No vídeo, o médico galã e marketeiro chama Flávia de sua “paciente mais gata”.

#superpop na quarta feira, mostrando toda nossa #bioplastiadegluteos #bioplastia com #pmma #biossimetric.Querida Pamela Pantera, super brasileirinha! Saúde e Beleza sempre para essa super querida e top paciente!#DrBumbumAbraços,#DrDenisFurtado

Publicado por Dr. Denis Furtado – Saúde e Beleza em Sábado, 19 de maio de 2018

Esta semana, no entanto,  diante da repercussão da morte de Lilian Calixto, Flávia ganhou novamente a telinha, desta vez para criticar o médico, no programa Balanço Geral, da Record. A modelo diz que ele queria induzi-la a gastar mais com os procedimentos.

“Ele queria implantar um chip, mais setecentos reais, mais não sei o que. Ele queria que eu fizesse um preenchimento facial, mas só tenho 20 anos!”, conta. Segundo ela, o médico lhe aplicou injeções nas coxas, prometendo que sumiriam as celulites. “Outros médicos não cobravam nem 10% do que ele me cobrou”, acrescenta.

Apesar de pagar mais caro, ela topou realizar o procedimento, seduzida pela fama do médico. Flávia conta que conheceu Dênis pelas redes sociais e tinham amigos em comum. O procedimento foi feito na casa dele no Lago Sul, um dos bairros mais chiques de Brasília. Era uma casa grande, de dois andares, e havia muitas mulheres aguardando atendimento.

A recuperação não foi fácil, lembra. As pernas ficaram doloridas e surgiram queimaduras por conta do iodo que foi orientada a usar. “Na hora senti muita dor, nos músculos, tendões e veias. Achava que estava furando minha veia. Depois fiquei mancando e com hematonas. O iodo gerou mais complicações, a pele caiu”, conta. Ao final da entrevista, Flávia esboça um choro de arrependimento e alívio: “Foi um perigo que eu passei naquela mesa, uma situação de alto risco”.

Estudante terá que fazer outro procedimento para corrigir erro

Em entrevista ao UOL, a estudante Thais Bueno, 23, também relata ter sido vítima do Dr. Bumbum e que não entrou na Justiça por vergonha. “Ninguém sabia que eu tinha colocado esse produto no meu glúteo, estão sabendo agora”, conta.

A estudante afirmou que o médico aplicou silicone industrial misturado a PMMA em seu glúteo e que terá de refazer o procedimento após a substância usada ter ficado acumulada em alguns pontos.  Segundo ela, o médico usou cânula e não pistola para injetar o produto, o que teria lhe causado muita dor.

De acordo com a estudante, que hoje mora em Los Angeles (EUA), ela pagou R$ 700 pela consulta e o procedimento seria realizado num spa. Ela foi atendida um mês e meio depois, no dia 4 de julho de 2017 em um imóvel residencial no Lago Sul, em Brasília, durante a madrugada, por volta de 1h.

O procedimento, que custou R$ 14,5 mil, terminou às 3h30 e ela deixou o local dirigindo o próprio carro, o que seria desaconselhado. Na ocasião, segundo Thaís, uma funcionária lhe revelou que o médico também teria atendido uma canadense que teve complicações e precisou fazer raspagem nos glúteos.

Avaliação por fotos enviadas pelo Whatsapp

Uma paciente de Brasília que processou o médico contou que não houve avaliação clínica. Toda a avaliação foi feita pela namorada de Dênis, a secretária Renata, também presa, por meio de fotos enviadas por celular.

“Você faz tudo por Whataspp. Fala com a Renata, a secretária dele, tudo passado por lá. Você manda foto, faz uma avaliação pelo whatsapp mesmo. Eu acho ele bem carniceiro nessa parte. Chega lá, a avaliação é feita pelo celular então não é uma avaliação 100%, né?”, explicou.

A paciente diz que passou a sentir dores após o procedimento e não corrigiu o que pretendia com a bioplastia. “Ele desalinhou minhas linhas corporais, passei a ter edema e não durmo direito porque sinto muita dor”, diz. Ela ainda se sente arrependida por ter realizado o mesmo procedimento que Lilian com o médico.

Me sinto mal por ter aceitado da forma como foi. Eu acho que jamais eu vou aceitar uma coisa dessa. Na hora, eu estava muito empolgada, muito envolvida, querendo muito, não analisei os prós e os contras. Poderia ter sido eu no lugar dela”, contou ao G1.

Lilian teria pago R$ 20 mil e não contou à família sobre bioplastia

Mãe de dois filhos, uma adolescente de 13 anos e um jovem de 24, ela era uma mulher vaidosa, que gostava de cuidar do corpo. Adepta de dietas e exercícios físicos, estava insatisfeita com o bumbum e planejou quatro meses antes se submeter a procedimentos com Dênis Furtado.

Como muitos pacientes que se submetem a procedimentos estéticos que desejam que sejam o mais natural possível, Lilian não contou para a família que iria fazer um preenchimento nos glúteos. Avisou apenas que colocaria um chip que funciona como implante hormonal, por conta da menopausa. Lílian revelou sobre a bioplastia de glúteos somente à amiga que lhe recomendara os serviços de Furtado. Como tantas outras pacientes, ela confiava nos resultados mostrados por Dr Bumbum nas redes sociais.

O atendimento foi marcado por WhatsApp, por onde Lílian encaminhou fotos para avaliação e orçamento. De início, o procedimento seria realizado em Brasília, mas de última hora foi transferido para o Rio, segundo a família.  Parentes dela acreditam que Furtado tenha cobrado R$ 20 mil pelos dois procedimentos e afirmam não saber se ela pagou o valor integral antes das intervenções.

 

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.