Maioria dos brasileiros acha que vacinação contra a Covid está lenta demais

Pesquisa Datafolha divulgada no último sábado (20) aponta que 76% dos brasileiros acham que a vacinação contra a Covid-19 no Brasil segue em ritmo mais lento do que deveria, enquanto apenas 6% avaliam que as vacinas estão sendo aplicadas de forma mais rápida que o devido. Para outros 18% dos entrevistados, o processo de imunização da população ocorre em velocidade adequada.

O instituto de pesquisa também perguntou quanto tempo os entrevistados acham que demorará para que todos os brasileiros maiores de 18 anos recebam a vacina contra a Covid-19. Para 43%, a vacinação total da população deve acontecer somente entre seis meses e um ano.

Outros 26% dos entrevistados acreditam que o processo vai demorar entre um e dois anos, enquanto 10% acham que demorará mais que dois anos e o mesmo percentual considera que em seis meses todos os adultos com mais de 18 anos estarão imunizados no país. 11% não souberam responder à pergunta.

A pesquisa tem margem de erro de dois pontos percentuais, para mais e para menos, e foi realizada por telefone com 2.023 pessoas de todos os estados do país entre os dias 15 e 16 de março.

Entenda como a vacina age em seu corpo

A vacinação contra a Covid-19 começou no Brasil no dia 21 de janeiro com um plano de imunização dos profissionais que estão na linha de frente contra o corovírus há meses. Seguindo o cronograma dos grupos prioritários, o objetivo é que toda a população seja vacinada.

Marcos Antonio Cyrillo, médico infectologista do Hospital IGESP, explica que toda vacina é desenvolvida com o intuito de estimular a “memória imunológica” no organismo, introduzindo o agente patogênico inativado, enfraquecido ou outras formas de estimular a resposta imune.

Quando o sistema imunológico é atacado por um microrganismo, produz uma reação em cadeia com o objetivo de frear a ação desses agentes. Portanto, quando somos vacinados, nosso corpo é estimulado a produzir anticorpos e quando houver a infecção, o organismo terá uma resposta rápida frente ao agente infectante”, esclarece,

O especialista responde às perguntas mais frequentes relacionadas à vacinação contra a Covid-19. Confira:

– Pessoas que já testaram positivo para Covid-19, que vivem com HIV, possuem doenças como asma, DPOC, cirrose, diabetes, pressão alta, cardiopatia e epilepsia também podem tomar a vacina?

Sim, pois as vacinas contêm vírus inativados, atenuados ou fragmentos de vírus, sem a capacidade de produzir doenças.

– Pessoas que estão em tratamento de câncer ou que já fizeram o tratamento também podem tomar a vacina?

O ideal é consultar o médico responsável pelo paciente.

– Pessoas que tiverem febre (maior que 37,5º) nas últimas 24 horas antes da aplicação ou que estiverem com febre no momento da aplicação podem tomar a vacina?

O ideal é consultar o médico responsável pelo paciente. As vacinas são comprovadamente um meio eficaz de proteger as pessoas contra inúmeras doenças.

Com Assessorias

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais