Vai viajar no feriadão? Não esqueça do kit de proteção contra o câncer de pele

Campanha da Fundação do Câncer na Ponte Rio-Niterói alerta a quem vai para Região dos Lagos sobre cuidados com exposição ao sol

Redação
Campanha alerta para câncer de pele na Ponte Rio-Niterói (Foto: Fundação do Câncer / Divulgação)

Não tem Carnaval este ano, mas, mesmo assim, você vai viajar para a Região dos Lagos com a família para relaxar ou curtir uma praia, certo? Então. não esqueça de colocar na bagagem algumas “armas” para encarar o sol de verão, cada vez mais intenso com a emergência climática. E para dar uma mãozinha, foram colocados outdoors da campanha ‘Faça da sua prevenção um hábito’, de proteção ao câncer de pele e contra a Covid-19, nos dois sentidos da Ponte Rio-Niterói.

A ação para alertar a população é promovida pela Fundação do Câncer, em parceria com a Ecoponte, concessionária que administra a via. A mensagem lembra o jogo da velha, mostrando ‘cada um no seu quadrado’, o que, de forma lúdica, remete à necessidade de manter distanciamento social, sem descuidar da prevenção do câncer de pele e ao novo coronavírus. A campanha será veiculada na Ponte até março, quando termina o verão. 

As peças educativas, publicadas nas mídias digitais da Fundação, lembram de fazer uma checagem importante antes de sair de casa: “Está levando o essencial, máscara, álcool, protetor solar?”. Além disso, destacam a importância da hidratação e da caminhada à sombra em dias de temperaturas altas, como promete ter esse verão.

Campanha alerta para câncer de pele na Ponte Rio-Niterói (Foto: Fundação do Câncer / Divulgação)

A campanha da Fundação do Câncer alerta, neste verão, sobre os riscos do câncer de pele. São estimados pelo Inca 185.380 novos casos (melanoma e não melanoma) por ano para o triênio 2020/2022, sendo 87.970 em homens e 97.410 mulheres. O número de mortes por câncer de pele melanoma no Brasil foi de 1.038 homens e 753 mulheres, apontam também os dados do Ministério da Saúde. 

A pele recobre toda a anatomia humana, é o maior órgão que temos e por isso a atenção deve ser completa. Evitar a exposição ao sol, especialmente sem proteção, é a grande pedida para afastar a doença. Evite a exposição entre 10 e 16 horas, use protetor solar e não esqueça a hidratação. Se cuidar é o melhor hábito para prevenir doenças e promover saúde!”, orienta o médico Luiz Augusto Maltoni, diretor-executivo da Fundação do Câncer.

Prevenir o câncer de pele é simples, se a população adotar medidas como o uso de protetor solar, chapéus e roupas com fator de proteção aos raios ultravioletas. Especialmente em um país como o Brasil, onde as temperaturas são extremamente altas em seu extenso litoral, a exposição ao sol forte e por períodos prolongados não é recomendada.

O câncer de pele melanoma é o mais agressivo e raro. A exposição à radiação solar, câmaras de bronzeamento e a falta de proteção adequada da pele também estão ligadas ao seu aparecimento. No entanto, a ocorrência do melanoma é mais notada pelo aspecto escuro da lesão que costuma chamar atenção. Outra característica é o formato irregular, ou o surgimento de dores, coceira e descamação. Devido ao grande número de casos é importante ter atenção.

In the news
Leia Mais