Yoga ajuda a respirar melhor e controlar a ansiedade

Rosayne Macedo

 

Passei mais de dois meses sem fazer ioga – ou Yoga, palavra em sânscrito que significa “conexão, união com a divindade”. E senti na pele e na alma os efeitos dessa forçada “abstenção”. Especialistas garantem – e eu posso afiançar pela minha experiência pessoal – que o Yoga é um excelente remédio para a ansiedade, um mal moderno típico dos tempos acelerados que vivemos. Inquietude, fadiga, dificuldade de concentração ou problemas de memória e irritabilidade são alguns dos sintomas da ansiedade. Se uma pessoa passa a sentir estes sintomas com frequência, é bom ficar atento. O problema pode desencadear depressão ou transtorno do pânico e até doenças cardiovasculares ou AVC.

Para reduzir o avanço da doença, que é cada vez mais frequente, os especialistas indicam tratamentos, inclusive alopáticos, homeopáticos, fitoterápicos e até terapêuticos, como é o caso do yoga. De  acordo com Arlindo Fiorentin, professor do curso de formação de Instrutores de Yoga Integrado e diretor do Instituto Ortobio, a prática ajuda a controlar a respiração e é justamente este o trunfo número um para combater a ansiedade.

Professor da prática há mais de 25 anos, diz que é possível controlar a ansiedade principalmente quando a modalidade é o Yoga Integrado, que ajuda a combater não só este, como também outros transtornos.  “Por meio do yoga a pessoa é estimulada a conscientizar a respiração e a manter o foco da atenção no corpo, o que leva o praticante a fixar-se no presente. Em grande parte, a ansiedade pode ser controlada”, ressalta.

Precisamos saber viver com a ansiedade e usá-la a nosso favor. Desse modo, a atividade auxilia o praticante a ficar mais calmo, mais focado e assim entender melhor as situações e a partir disso poder lidar melhor  com os problemas diários”, esclarece o especialista, que está à frente do Instituto Ortobio há quase 35 anos.

No entanto, os benefícios do yoga integrado não param por aí. Ele trabalha simultaneamente várias esferas: orgânica, emocional, mental, entre outras. As atitudes posturais integram corpo, energia, emoções, pensamentos e intuição  – o que forma um estado de integração, de unidade-, além de relaxar, corrigir a postura, tonificar os músculos, gerar mais energia e flexibilidade.

“Depois de praticar a respiração correta, acrescida de posturas corporais balanceadas, o aluno se sente mais disposto, forte e determinado para realizar suas tarefas do dia a dia e para dormir melhor”, explica Fiorentin, idealizador do Yoga Integrado e autor de três livros: ‘A Abertura do Terceiro Olho’, ‘Tibete – Terra de Magia e Mistério’ e ‘I Ching – O Livro das Mutações’.

Fonte: Ortobio28