Prefeito do Rio toma a quarta dose da vacina contra a Covid

Antes de o Ministério da Saúde anunciar 2ª dose de reforço para pessoas 50+, Rio passou a oferecer imunizante e procura tem sido grande

Prefeito Eduardo Paes toma a segunda dose de reforço contra a Covid em Clinica da Familia do Rio Comprido (Foto: Divulgação)
O Rio de Janeiro saiu na frente e, na véspera de o Ministério da Saúde anunciar que passaria a recomendar a segunda dose de reforço a pessoas com 50 anos ou mais, passou a oferecer o imunizante a este público. Nesta quarta-feira (8), o próprio prefeito Eduardo Paes, que tem 52 anos, deu o exemplo e foi a um posto medico tomar a sua dose. Nesta quinta-feira, ele decidiu cancelar a sua agenda externa e preferiu manter as atividades internas na prefeitura.

Acompanhado do secretário municipal de Saúde, Rodrigo Prado, que também se vacinou, Paes recebeu a segunda dose de reforço contra a Covid-19 na Clínica da Família Estácio de Sá, no Rio Comprido. De acordo com o calendário da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), cariocas com 50 anos ou mais e profissionais de saúde a partir dos 40 anos já podem procurar os postos para tomar a segunda dose de reforço. Na última semana, entre os dias 31 de maio e 6 de junho, foram aplicadas 253.995 doses do imunizante na capital.

Após ser vacinado, o prefeito lembrou que o atendimento segue em todos os postos de saúde da cidade, assim como o serviço de testagem para Covid-19. Ele recomendou que as pessoas procurem as unidades para serem vacinadas.

“Todos os postos de saúde da Prefeitura têm testagem, em algumas áreas da cidade a procura está maior, mas a medida em que identificamos a necessidade, vamos reforçando o atendimento. Por enquanto, estamos mantendo nas unidades de saúde. Mas o importante a dizer hoje é que estou muito feliz de estar tomando a minha quarta dose. Tomem a vacina de vocês, isso é muito importante”, declarou.

Mais de 20 mil doses de reforço aplicadas em um único dia

Eduardo Paes, cercado pelo atual secretário de Saúde, Rodrigo Prado, e pelo ex, Daniel Soranz, que também se vacinaram (Foto: Divulgação)

Segundo Rodrigo Prado, a procura pela vacina da Covid-19 voltou a aumentar na capital. Somente nesta segunda-feira (06/06), mais de 20 mil doses de reforço foram aplicadas.

Muitas pessoas estavam em atraso. Agora que abrimos para maiores de 50 anos e profissionais de saúde com mais de 40 anos, aumentou a procura nas unidades. As pessoas entenderam que é a vacinação que garante o cenário que temos hoje. Estamos analisando os dados dia a dia, e o município já mostrou a capacidade de resiliência da rede. Conseguimos fazer  conversão de leitos, abrir polos, mas nesse momento isso não é necessário. Estamos reforçando apenas as unidades. A população está aderindo, somente no sábado, durante o Dia D, foram mais de 140 mil doses.

De acordo com o Ministério da Saúde, pessoas com mais de 50 anos e trabalhadores da saúde, de todas as idades, podem tomar a segunda dose de reforço contra a Covid-19 desde sábado (4) em todo Brasil. A recomendação vale para quem já tomou a primeira dose de reforço há mais de quatro meses.

As novas orientações da Pasta, publicada em duas Notas Técnicas, consideram a necessidade de reforçar a imunização nessa faixa-etária e para os trabalhadores que estão na linha de frente dos serviços de saúde, com maior risco de contaminação. As vacinas da Pfizer, Janssen e Astrazeneca podem ser usadas, independentemente da dose aplicada anteriormente.

Uma pesquisa feita pela Universidade de Oxford, no Reino Unido, encomendada pelo Ministério da Saúde, mostrou que a combinação heteróloga para a dose de reforço, ou seja, de vacinas diferentes, é mais eficaz. Os resultados mostraram ainda que a dose de reforço pode aumentar em até 100 vezes a produção de anticorpos contra a Covid-19. Até agora, mais de 4,5 milhões de brasileiros tomaram a segunda dose de reforço.

“O Ministério da Saúde reforça a importância de estados e municípios seguirem as orientações da pasta para o andamento da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19. A Pasta segue a distribuição equânime e proporcional de vacinas Covid-19 para todo país, conforme a necessidade de cada unidade federativa”, informou.

Ainda de acordo com o Ministério, até agora, o Governo Federal já distribuiu quase 500 milhões de doses para todo Brasil, garantindo a proteção de 77% da população brasileira com as duas doses. Mais de 85,9 milhões já tomaram a primeira dose de reforço.

Nota Técnica 36/2022 – Segunda dose de reforço para população acima de 50 anos

Nota Técnica 37/2022 – Segunda dose de reforço em trabalhadores da saúde – retificada

Com Prefeitura do Rio e Ministério da Saúde

2 Comments
  1. […] Prefeito do Rio toma a quarta dose da vacina contra a Covid […]

  2. […] Prefeito do Rio toma a quarta dose da vacina contra a Covid […]

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais