HIV não está escrito na testa de ninguém

Campanha Teste na Testa usa influenciadores digitais para incentivar a testagem, principalmente entre os jovens, os mais infectados

teste na testa

Já vai longe o tempo em que pacientes com o vírus da Aids eram reconhecidos à distância. Hoje, com o poder dos antirretrovirais disponíveis no SUS, a qualidade de vida dos soropositivos mudou muito, ajudando a diminuir não só os impactos físicos, como também o preconceito em torno de quem convive com a doença.

Todos sabemos que a Aids permanece um tremendo desafio para a Ciência e a Medicina. Mas  não está escrito na testa de ninguém se ela tem HIV, enquanto a doença tem feito cada vez mais vítimas. Por isso, uma campanha divertida quer envolver os jovens e incentivá-los a fazer o exame. A ideia é criar um movimento nas redes sociais, estimulando a testagem para o HIV

A campanha Teste na Testa quer desmitificar e tornar mais frequente o hábito de se testar para o HIV. Pelo site www.testenatesta.com.br, a população tem acesso a conteúdos segmentados para quem fez ou não fez o teste, com informações específicas para cada perfil. Também pode personalizar sua foto com o filtro da campanha para compartilhar nas redes sociais. 

Teste de HIV vendido em farmácia funciona mesmo?

10 perguntas e respostas sobre o vírus HIV e Aids

HIV infecta mais homossexuais e menos as mulheres

Rio oferece teste gratuito para HIV pela saliva

Foco em jovens, os mais infectados

A ideia é fisgar especialmente o público jovem, cada vez mais no “olho do furacão” quando o assunto é HIV. A taxa de detecção quase triplicou entre homens brasileiros com 15 a 19 anos, passando  de 2,4 para 6,7 casos/100 mil habitantes. Já entre os que têm 20 a 24 anos o número de infectados dobrou, segundo o boletim epidemiológico. Passou de 16 para 33,9 casos/100 mil habitantes.

Para conseguir isso, a ação conta com uma seleção de influenciadores digitais que têm como missão engajar as pessoas para conhecerem o site e incentivar a realização do teste de diagnóstico da infecção.

Quem acessar o website e já tiver feito o teste para detecção do vírus poderá se informar sobre a testagem contínua e locais onde procurar orientação. Já quem nunca realizou o exame, encontrará conteúdos sobre onde realizá-lo e a importância do diagnóstico precoce.

A campanha Teste na Testa pretende apoiar o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) e a meta 90-90-90. A meta é que, até o ano de 2020, 90% das pessoas vivendo com HIV sejam diagnosticadas, 90% destas estejam em tratamento e, daquelas em tratamento, 90% estejam com a carga viral suprimida.  No Brasil, estima-se que das 830 mil pessoas que vivem com HIV, 84% estão diagnosticadas; que 72% destas estão em tratamento antirretroviral; e que destas, 91% estão com carga viral indetectável.

Fonte: Teste na Testa, com Redação

Por Favor, Compartilhe!
1 Comment
  1. […] HIV não está escrito na testa de ninguém […]

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais