Vida sem Fumo: benefícios para a saúde e para o bolso

Especialistas listam benefícios físicos e financeiros trazidos pela decisão. Tratamento da dependência química deve ter apoio dos amigos e familiares

brasileiros fumam menos cigarros

Principal fator de risco evitável de tumores pulmonares, o tabaco está presente em cigarros, charutos, cachimbos, narguilé e também nos cigarros eletrônicos. E, ao contrário do que muitos usuários destes produtos acreditam, nunca é tarde demais para parar. Segundo especialistas, os benefícios à saúde começam apenas 20 minutos após interromper o vício. Em mais uma matéria da série Vida Sem Fumo, ViDA & Ação ouve especialistas e traz uma linha do tempo sobre os ganhos em parar de fumar.

Poucos têm conhecimento, por exemplo, de que pressão arterial, frequência do pulso e temperatura de mãos e pés ficam normalizadas em apenas 20 minutos depois de parar de fumar. Eliminar esse hábito ajudará a mudar e salvar vidas, principalmente ao conscientizar as pessoas em relação aos benefícios imediatos e em longo prazo do abandono do cigarro“, adverte o oncologista e diretor da Oncoclínica Centro de Tratamento Oncológico (RJ), Carlos de Andrade.

Segundo ele, além de prejudicar o bolso, o hábito de fumar afeta o bom funcionamento de todo o organismo, uma vez que está relacionado a doenças crônicas não transmissíveis, como enfisema pulmonar, sendo, ainda, uma importante condição de risco para o desenvolvimento de outras enfermidades, tais como – infecções respiratórias, impotência sexual, infertilidade em mulheres e homens, infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral.

Linha do tempo dos benefícios para a saúde

Em 20 minutos – A pressão arterial volta ao normal e a frequência do pulso cai aos níveis adequados, assim como a temperatura das mãos e dos pés são normalizadas

Em 8 horas – Os níveis de monóxido de carbono no sangue ficam regulados e o de oxigênio aumenta

Em 24 horas – O risco de se ter um acidente cardíaco relacionado ao fumo diminui

Em 48 horas – As terminações nervosas começam a se recuperar de novo e os sentidos de olfato e paladar melhoram

Entre 15 e 90 dias – A circulação sanguínea melhora consideravelmente. Caminhar torna-se mais fácil e a função pulmonar melhora em até 30%

Em três semanas – A circulação sanguínea volta a ficar adequada após três semanas sem cigarro.

De um a nove meses – Os sintomas comuns em fumantes, como tosse, rouquidão, e falta de ar ficam mais tênues. Os cílios epiteliais iniciam o crescimento e aumentam a capacidade de eliminar muco, limpando os pulmões. A pessoa fica mais disposta para realizar atividades físicas

Em cinco anos – A taxa de mortalidade por câncer de pulmão de uma pessoa que fumou um maço de cigarros por dia diminui em pelo menos 50%

Entre 5 e 10 anos –  O risco de infarto é igual ao de uma pessoa que nunca fumou

Após 15 anos – É possível assegurar que os riscos de desenvolver câncer de pulmão se tornam praticamente iguais aos de uma pessoa que nunca fumou.

Após 30 anos – Os que largarem o cigarro após 30 anos podem viver até dez anos mais do que viveriam. Os especialistas dizem ainda que deixar o vício diminui a ansiedade e o risco de calvície.

Ganhos também para o bolso

Segundo o Inca , o Brasil tem prejuízo anual de 56,9 bilhões de reais com o tabagismo. Desse total, 39,4 bilhões de reais são gastos com despesas médicas e 17,5 bilhões de reais com custos indiretos ligados à perda de produtividade, causada por incapacitação de trabalhadores ou morte prematura. A estimativa é de uma despesa de mais de R$ 50 bilhões nos gastos financeiros com o diagnóstico e tratamento do câncer relacionado ao cigarro, o que corresponde a um pouco mais do que o PIB da cidade de Campinas

“Costumo dizer para meus pacientes que, hoje, o maço de cigarros custa em média R$ 7,00. Em 20 anos, o indivíduo gastará em média R$ 50 mil, ou seja, se parar de fumar, ele pode comprar um carro zero km ou fazer uma viagem para o exterior”, diz o oncologista Tiago Kenji, especialista em câncer de pulmão do Instituto de Oncologia do Hospital Santa Paula (IOSP).

Para mais informações, acesse www.eseeuparardefumar.com.br.

VIDA SEM FUMO

Adolescentes que fumam têm maior risco de doenças crônicas

Dois a cada três fumantes vão morrer pelo uso do cigarro

Câncer de pulmão: quando o prazer dá lugar ao risco de vida

Crianças são as maiores vítimas de quem fuma

Câncer de boca tem relação direta com o cigarro

Os danos estéticos que o cigarro pode causar

Menos de 30% conseguem parar de fumar

Jogadores e clubes de futebol aderem a campanha