Agosto Dourado: 10 passos para pediatras apoiarem amamentação

No mês de incentivo ao aleitamento materno, Sociedade Brasileira de Pediatria lança orientações a profissionais para ajudar mães lactantes

A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) celebra o Agosto Dourado, dedicado ao aleitamento materno no Brasil, com o slogan “Aleitamento materno: pediatra, faça a diferença”, em consonância com o tema deste ano da Semana Mundial de Aleitamento Materno (SMAM), “Proteger a amamentação: uma responsabilidade de todos”. A temática foi definida pela Aliança Mundial para Ação de Aleitamento Materno (WABA, em inglês), que anualmente comemora a semana do aleitamento em todo o mundo, entre os dias 1º e 7 de agosto.
No tema deste ano, a WABA tomou como princípio que o aleitamento materno é um direito humano que precisa ser respeitado, protegido e cumprido por todos.  A partir disso, o Departamento Científico de Aleitamento Materno (DCAM) da SBP criou suas ações destacando a responsabilidade do pediatra no aleitamento materno.
“Nós, da SBP, entendemos ser essencial a responsabilidade dos pediatras nessa missão de defender a amamentação, fazendo a diferença. Por isso, visando cada vez mais o aperfeiçoamento desses especialistas, a SBP oferece um curso EAD de aleitamento, que já está em sua segunda turma, com foco na formação dos residentes”, explica o presidente do DCAM, Luciano Borges Santiago.

10 passos que todo pediatra deve cumprir

O DCAM propõe para esse ano dez passos para que os pediatras façam a diferença na promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno exclusivo até os 6 meses e complementada até pelo menos 2 anos. São eles:
1 – reconhecer que a amamentação é a melhor forma de alimentação da criança pequena, sendo inigualável;
2 – ter uma visão ampliada da amamentação, acreditando que amamentar é muito mais que alimentar a criança;
3- praticar o aconselhamento em todas as consultas envolvendo a amamentação, auxiliando as mulheres/famílias a tomarem decisões informadas;
4 – respeitar e apoiar as opções das mulheres, sem gerar culpas;
5 – acolher e confortar as mulheres que, por alguma razão, não amamentaram ou amamentaram menos do que o recomendado;
6 – manter-se atualizado, adotando práticas baseadas nas melhores evidências científicas disponíveis;
7 – ter conhecimento e habilidades clínicas necessários para apoiar as mulheres nas dificuldades relacionadas à amamentação;
8 – adotar as boas práticas hospitalares em amamentação, compatíveis com os “Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno”, da Iniciativa Hospital Amigo da Criança;
9 – conhecer e cumprir a lei nº 11.265/NBCAL (proteção legal do AM) e outras legislações de proteção da amamentação; e
10 – acreditar que amamentação é um processo que precisa ser compartilhado, valorizando a rede de apoio da mulher.

“Pensamos nesses pontos simples para o pediatra entender como pode e deve fazer a diferença, reconhecendo que o aleitamento materno é a melhor forma de alimentação para o bebê. É preciso compreender, porém, que esse ato vai além da questão alimentar, mas envolve também fatores afetivos, psicológicos, de desenvolvimento e sociabilidade da criança. O pediatra precisa estar ao lado das famílias, praticando o aconselhamento, uma forma de comunicação diferenciada que visa orientar e ouvir a mãe, respeitando suas decisões e colocando-se como um ponto de apoio às suas escolhas”, afirma dr. Santiago.

AGENDA POSITIVA

Para celebrar o Agosto Dourado, a Sociedade Brasileira de Pediatria elaborou uma série de ações que englobam a realização de lives; nova edição do curso EAD; quatro novos podcasts para a revista Residência Pediátrica (RP); cards com ações das filiadas; publicação de vídeos com depoimentos de pediatras e de mães; entre outras.
No dia 30 de agosto (segunda-feira) às 20h, a SBP realizará uma live na qual será aberto espaço para as experiências de sucesso nas mais diferentes áreas em relação ao aleitamento materno. O evento contará com relatos de representantes de setores, como: ensino/pesquisa; institucional; legislativo; administrativo; depoimento de mães etc.

Por Favor, Compartilhe!

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.

In the news
Leia Mais