Com baixa procura, vacina da gripe é prorrogada até dia 22

Somente 55% foram imunizados até agora no Rio: apenas 33% das crianças e 45% das gestantes. Já entre os idosos, o percentual sobe para 63%

Redação
Diante da baixa procura, o Ministério da Saúde decidiu prorrogar mais uma vez a Campanha de Vacinação contra a Influenza, que terminaria neste sábado (15). Agora, quem faz parte da população alvo e ainda não se vacinou tem até o dia 22 de junho para comparecer a um posto de vacinação para tomar a sua dose. A meta em todo o Estado do Rio de Janeiro é imunizar cerca de 4,5 milhões de pessoas, entre gestantes, mulheres com até 45 dias após o parto, crianças com idades entre 6 meses e menores de 5 anos, pessoas com mais 60 anos, pacientes crônicos, além de profissionais de saúde e indígenas.
Até segunda-feira (11), apenas 33% das crianças e 45% das gestantes no estado tomaram a vacina. Já entre os idosos, o percentual cresce um pouco, com 63% de pessoas vacinadas. A cobertura vacinal é de 55,8%. “Essa é uma forma eficiente de evitar a gripe que, apesar de não ser uma doença grave, pode se agravar entre os grupos prioritários”, afirmou o secretário de Estado de Saúde, Sérgio Gama.
No município do Rio, 1.244.126 pessoas foram vacinadas desde o início da campanha. Mas a cobertura dos grupos prioritários (idosos, crianças de seis meses a 4 anos, gestantes, puérperas e trabalhadores de saúde) ainda é considerada baixa, em torno de 61,1%. A meta da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) é alcançar 90% desses grupos.

Vacina protege contra 3 subtipos de Influenza

As doses aplicadas durante a 20ª Campanha de Vacinação contra a Influenza, programada pelo Ministério da Saúde, imunizam contra os três subtipos de gripe que mais circulam no inverno: A/H1N1, A/H3N2 e Influenza B. De janeiro até 7 de junho deste ano, foram notificados 513 casos confirmados de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no estado do RJ, sendo 17 deles causados pelo vírus H1N1 e 23 provocados pelo vírus H3N2. No mesmo período foram notificados 56 óbitos por SRAG, sendo 4 por H3N2 e um por H1N1.
O inverno é a época de maior circulação do vírus no território fluminense, por isso precisamos que a população procure um posto de saúde para se vacinar, a fim de evitar o aumento das chances de transmissão, além das formas mais graves da doença entre os grupos suscetíveis. É importante que todo público-alvo se vacine, mesmo os que já se vacinaram em outra ocasião”, comenta a subsecretária de Vigilância em Saúde, Cláudia Mello.

Onde encontrar a vacina no município do Rio

A vacina contra a gripe está disponível nas 232 unidades de Atenção Primária (clínicas da família e centros municipais de saúde) nos postos de saúde também para (doentes crônicos, mediante comprovação de sua condição clínica), professores dos ensinos básico, médio e superior, das redes pública ou privada em atividade e presos e funcionários do sistema prisional.

É importante levar a Caderneta de Vacinação ou algum comprovante da situação vacinal à unidade de saúde. Os postos de vacinação funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Para saber a unidade mais próxima de sua residência ou trabalho, basta verificar no site da SMS, em https://smsrio.org/subpav/ondeseratendido/. A consulta também pode ser feita pelo telefone, no número 1746.

Fonte: SES-RJ e SMS-RJ

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado.